Defesa de Lula marca gol no STF e prisão já era

Sepúlveda Pertence, advogado de Lula no STF, marcou um golaço. Descobriu que o STF não concluiu a burocracia da decisão de 2016 que permitiu prisão após condenação em segunda instância. Resultado: a Corte terá que discutir o assunto de novo. Cármen Lúcia, Moro e a Globo PERDERAM!

ACESSE O SITE DO BLOG DA CIDADANIA